Construção de cercas de moirões vivos com gliricídia

Informe múltiplos e-mails separados por vírgula.

imagem

Foto: BIROLO, Fernanda Muniz Bez

O ativo é uma prática agropecuária usada para implantação de cercas ecológicas em propriedades rurais a partir da inserção de espécies florestais. A ideia básica é plantar árvores ao invés de cortá-las, melhorando a paisagem com o aumento das áreas verdes, contribuindo para a obtenção de produtos adicionais, como biomassa para forragem animal e lenha, e funcionando ainda como um corredor ecológico de integração entre fragmentos florestais e abrigo para a fauna silvestre.

O uso da gliricídia (Gliricidia sepium) é indicado porque trata-se de uma leguminosa com boa capacidade de rebrota e crescimento rápido, ainda com a característica de se reproduzir por estaquia, ou seja, a partir do plantio de pequenas estacas de caule, raízes ou folhas é possível o desenvolvimento de novas plantas. Com isso, é possível que pequenos, médios e grandes empreendimentos rurais deixem de usar como cerca viva o eucalipto, árvore que passou a ser muito utilizada para suprir a escassez de madeiras nobres antes usadas na construção de cercas, mas cuja madeira precisa ser tratada com produtos químicos para poder ser empregada como cerca viva.

Prática agropecuária: Outras práticas agropecuárias Ano de Lançamento: 2005

Bioma: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga

Unidade Responsável: Embrapa Agrobiologia

Galeria de imagens